Vilerê - Mês das crianças no Vila Imprimir
Vilerê festeja o Mês da Criança no Teatro Vila Velha 
Apresentações de teatro e vídeo, além de oficinas artísticas e palestras, compõem a programação que se estende até o dia 17/10

O Vilerê, programação do Teatro Vila Velha voltada para o público infanto-juvenil, já começou e apresenta diversas atividades para celebrar o Mês da Criança. Até o dia 17/10, meninos e meninas de todas as idades e seus pais podem curtir uma série de atividades que vão desde apresentações de peças teatrais até a realização de oficinas e palestras. O Vilerê, que chega à sua sexta edição consecutiva, tem coordenação de Débora Landim e Marísia Motta e conta com patrocínio da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia - SecultBA, através do Fundo de Cultura. Com exceção dos espetáculos teatrais, todo o restante da programação tem acesso gratuito.

"Já é uma tradição no Teatro Vila Velha se transformar o mês de outubro em um momento especial para a programação voltada às crianças. A ideia é propiciar espetáculos e atividades lúdico/educativas que entretenham e tragam ensinamentos às crianças. Ao escolher toda essa grade de programação, também procuramos selecionar coisas que possam interessar aos pais e acompanhantes adultos, ou seja, aqueles que levam as crianças às atividades, fortalecendo o convívio entre a criança e seu acompanhante", conta Débora Landim.

ATIVIDADES DO VILERÊ

Marísia Motta, que coordena o projeto junto com Débora, destaca a trajetória da iniciativa. "Desde 2005, o Vilerê promove esta programação que valoriza a apreciação e o envolvimento artístico por parte das crianças, com relação a projetos lúdico-educacionais. De 2005 a 2009, o Vilerê envolveu cerca de 20 mil pessoas, e este ano certamente somaremos alguns milhares a este levantamento, provando o valor e a importância da iniciativa", analisa Marísia. Confira a programação:

Espetáculos

• Donos da Terra – Grupo Pim

As crianças de Fazenda Coutos III que encantam e integram o Grupo PIM apresentam "Donos da Terra". É um verdadeiro passeio pelas culturas do Nordeste a bordo de uma embarcação imaginária. As crianças se revezam nos tambores, nas coreografias e no texto, que é repleto de autores como Castro Alves, João Cabral de Mello Neto e Clarice Lispector, sem falar na prosa de João Ubaldo Ribeiro. Na encenação desfilam figuras comuns ao imaginário nordestino, como rezadeiras, padres e sertanejos. A seleção inclui músicas de Gilberto Gil, Gal Costa e Milton Nascimento e Martinho da Vila, entre outros artistas.

A direção e coreografia do espetáculo musical são do Coordenador Artístico João Gonzaga, professor da Escola São Miguel há 12 anos e a Supervisão Artística de Elísio Lopes Jr . "Quando se pensou em criar o PIM a ideia era formar uma banda percussiva, porém o mesmo foi ampliado para criação de espetáculos de cultura popular. Além da percussão, as crianças têm aulas de canto, conhecimento de palco, teoria e prática de teclado e violão. E, recentemente, passaram também a receber aulas de flauta", destaca Gonzaga.

O PIM ganhou o Prêmio Braskem de Teatro 2010 na categoria "Melhor Espetáculo Infanto-juvenil", e João Gonzaga, como "Melhor Direção". O prêmio é entregue aos destaques do teatro na Bahia. Mais informações: Ferreira: Tel.: 71 3242-5222 / 9971-9383

Palco Principal
9 e 10 de outubro | sábado e domingo | 16h
Ingresso: R$ 16 e 8 ou troque um brinquedo novo por um ingresso.

• Dança em Quadrinhos – Direção Leandro Oliveira

Salina tem o poder de controlar o oceano e Flamejante, o fogo. Amperina controla os raios e Okan é o caçador da turma. Já Crono tem nas mãos a capacidade de controlar o tempo e Nectarina sabe como confundir e persuadir seus adversários. Inspirados na mitologia africana, estes são os protagonistas de Dança em Quadrinhos, com direção de Leandro de Oliveira, com Deise Gabriele, Deko Alves, Jorge Cipriano, Lucas Valentim, Lucimar Cerqueira e Mariana Gottschalk. A montagem aproxima as linguagens da dança e das histórias em quadrinhos e tem a proposta de tornar os heróis mais próximos do público baiano, a partir das matrizes culturais locais. A montagem é vencedora do prêmio Funarte. Mais informações: Leandro de Oliveira: 71 8201-0258 / 3288-6668.

Palco Principal
16 e 17 de outubro | sábado e domingo | 16h
Ingresso: R$ 16 e R$ 8
Promoção: Leve duas crianças e ganhe um convite

Observação: Parte dos ingressos é doada a grupos de teatro do subúrbio, alunos de escolas públicas estadual e municipal, associações e/ou instituições que desenvolvam atividades artísticas com crianças e adolescentes (30% do total da plateia). Ao Fundo de Cultura são disponibilizados outros 20% do total da plateia.

Exibição de curtas-metragens

Antes da apresentação dos espetáculos teatrais, serão exibidos curtas-metragens produzidos por adolescentes e jovens que direcionam um olhar especial à infância. A criação desses vídeos conta com o apoio do Ministério da Cultura, através do projeto Pontão de Cultura, que desenvolve oficinas de vídeo no Teatro Vila Velha.

Exposição Cidade Mãe

Criou-se uma ambiência lúdica no foyer do Teatro Vila Velha, que valoriza os personagens que povoam o mundo da criança. Através das artes plásticas, vários trabalhos são construídos tendo como inspiração as crianças e seu universo.

Foyer do Teatro Vila Velha
Até 17 de outubro | antes de cada espetáculo

Toldo Cultura

Apresentado pela atriz Zeca de Abreu, a atividade trata-se de um palco ao ar livre, armado na área verde do Passeio Público, onde ocorrem manifestações artísticas de estudantes das redes de ensino pública e particular. A ideia é promover um encontro que una música, teatro, dança e outras formas de arte, fazendo com que, através dessas performances, aspectos importantes do contexto infanto-juvenil sejam discutidos num bate-papo entre artistas e platéia.

Passeio Público
17 de outubro | domingo | 10h
Ingresso: Grátis

Oficinas de Artísticas do Vilerê

Oficinas gratuitas que objetivam a introdução ao mundo do fazer e da apreciação artística, tendo como foco principal o estímulo à imaginação. Em cada oficina proposta serão oferecidas 20 vagas. A maior parte das bolsas será distribuída para integrantes de grupos de teatro do subúrbio, alunos de escolas públicas estadual e municipal, associações e/ou instituições que desenvolvam atividades artísticas com crianças e adolescentes. As oficinas são:
• Teatro Encena - Dias 09 e 10 de outubro, das 10 às 12 horas. Sala de Ensaio 2 do Teatro Vila Velha.
• Arte e Customização - Dias 16 e 17 de outubro, das 14 às 16 horas. Sala de Ensaio 2 do Teatro Vila Velha.
• Corpo Brincante - Dias 16 e 17 de outubro, das 10 às 12 horas. Sala João Augusto, do Teatro Vila Velha.

Mais informações sobre oficinas: pelo telefone 3083-4616 (a partir das 14h) ou pelo e-mail comunicacao@teatrovilavelha.com.br.