Espetáculos | 4ª semana

Da Ponta da Língua à Ponta do Pé

Da Ponta da Língua à Ponta do Pé - Cristina Castro19 e 20 de abril | 10h e 15h

Centro Cultural de Plataforma

Leia mais

Solos premiados em Stuttgart

Eldad_Ben_Sasson_foto20 e 21 de abril, 20h

Teatro Vila Velha

Leia mais


Da Ponta da Língua à Ponta do Pé

 

Da Ponta da Língua à Ponta do Pé - Cristina Castro

“O incentivo e a apreciação ao desenvolvimento da arte começa pela educação para as artes, começa pelas crianças e adolescentes”, afirma Cristina Castro, coreógrafa e coordenadora do núcleo de dança do Teatro Vila Velha, criado em 1998. No seu trabalho de fomento à dança contemporânea, Cristina lançou, em 2004, o musical Da Ponta da Língua à Ponta do Pé, que busca levar, de forma divertida, a história da dança ao público infanto-juvenil. Comemorando sete anos nos palcos, o espetáculo já foi consagrado, tanto pelo público – já que não só crianças e adolescentes, mas também seu pais e avós têm se encantado com a montagem, num total de mais de 84 mil espectadores – quanto por organizações renomadas: Da Ponta... ganhou o reconhecimento internacional da Unesco pelo seu valor educacional e cultural.

 

No musical Da Ponta da Língua à Ponta do Pé, os intérpretes dançam, cantam e atuam. Com toques de comédia romântica, a peça conta a história do adolescente Zé, um estudante que adora andar de skate e que, depois de se apaixonar pela bailarina Isadora, passeia pelo o universo da dança para se aproximar da garota. Com a ajuda de uma professora, Zé descobre a história da dança no Ocidente, desde a Pré-História, passando pelos rituais religiosos da Antiguidade e pelos salões da nobreza européia, até chegar às transformações originadas por Isadora Duncan, ao estabelecimento da dança como profissão, com várias áreas de atuação, e às produções contemporâneas.

 

Didático, mas sem perder a inventividade, e com muito humor, o espetáculo procura despertar o interesse do público infanto-juvenil pela dança. Para tanto, o texto – elaborado pela diretora Cristina Castro, juntamente com João Sanches, a partir da pesquisa histórica de Lúcia Matos – conta com gírias, temas e dúvidas tipicamente adolescentes. As músicas e canções – assinadas por Jarbas Bittencourt – mapeiam estilos que vão da MPB ao rap, contribuindo fortemente para o ritmo ágil da encenação e para arrematar as informações trazidas no texto. Contribuindo para captar a atenção do público e garantindo a ambientação dos atores nas mais variadas épocas históricas, a peça conta com diversas mudanças de figurino, todos criados por Marcio Meirelles, além de cenário e adereços de Zuarte Júnior, Agamenon de Abreu e Luiz Santana.

 

O espetáculo foi apresentado em mais de 24 cidades do interior do estado da Bahia e outros três estados brasileiros – Pernambuco, Amapá e Roraima – além do Distrito Federal.

 

 

DA PONTA DA LÍNGUA À PONTA DO PÉ

Quando: 19 e 20 de abril

Horário: 10h e 15h

Onde: Centro Cultural de Plataforma

 

 

CONHEÇA MAIS SOBRE CRISTINA CASTRO - Diretora, coreógrafa, professora e dançarina de dança contemporânea, Cristina Castro é atualmente membro do CID (International Dance Council/UNESCO). Também produtora cultural e curadora, Cristina integra o colegiado de programação e gestão do Teatro Vila Velha desde 1998 e é colaboradora de dança do Cine-Teatro Solar Boa Vista/Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. Diplomada em dança pela Universidade Federal da Bahia, foi convidada a realizar intercâmbios em diversas instituições renomadas dos Estados Unidos e Europa. Através da Bolsa Vitae do Brasil, participou do International Arts Management e do International Choreography Residency, no American Dance Festival em 1999. Pelo Goethe Institut e Embaixada da Alemanha, integrou programa de intercâmbio cultural de 2001 nas cidades de Frankfurt, Munique, Berlin, Dresden, Hamburgo, Essen, Stuttgart e Düsseldorf, além de compor a comitiva de artistas visitantes internacionais de um dos mais reconhecidos encontros de dança contemporânea da Alemanha, a Tanzhaus Düsseldorf 2004. A convite da Fundación Carolina e Embaixada da Espanha, foi uma das 15 pessoas selecionadas ao Primer Programa Sociedad Civil de Brasil, para desenvolvimento de intercâmbios entre sociedade civil brasileira e instituições culturais espanholas.

 

Como coreógrafa, criou 15 espetáculos. Sua pesquisa e processo criativo têm como proposta a comunhão de linguagens artísticas e a observação sistemática do cotidiano, para a criação de obras que traduzam, através do movimento, a dinâmica do mundo na atualidade. Pelo seu trabalho, já recebeu diversos prêmios, entre os quais se destacam o do Ministério da Cultura (Troféu Mambembe/1998) e da Unesco (Prize for the Promotion of the Arts/2004).

 

 

FICHA TÉCNICA

Direção: Cristina Castro

Texto: Cristina Castro, João Sanches

Pesquisa histórica: Lúcia Matos

Músicas: Jarbas Bittencourt

Coreografias: Cia. Viladança

Iluminação: Fábio Espírito Santo

Figurino: Marcio Meirelles

Adereços: Zuarte Junior e Luiz Santana

Elenco: Bárbara Barbará, Dailton José, Janahina Santos, Jorge Oliveira, Leandro de Oliveira, Mariana Morais, Lucas Valentim, Sérgio Diaz e Ednei Soares

 

*Crédito da foto: Marcio Lima

 

Patrocínio ao Núcleo Viladança:

brasil-pobre